Publicado em

Anúncio da aquisição da Ninja Theory pela Microsoft é realmente boa?

O anúncio mais bombástico da conferência da Microsoft com toda certeza foi à aquisição dos estúdios da Ninja Theory. Agora ele se junta a Playground Games, Undead Labs, e a […]

O anúncio mais bombástico da conferência da Microsoft com toda certeza foi à aquisição dos estúdios da Ninja Theory. Agora ele se junta a Playground Games, Undead Labs, e a Compulsion Games, como desenvolvedoras exclusivas da empresa da Bill Gates.

A Ninja Theory confirmou que a aquisição não vai tirar a origem dos estúdios que fizeram jogos tão emblemáticos nos últimos anos, mas também confirmou que entende o desapontamento dos fãs em relação ao anúncio.

Segundo o diretor comercial da empresa, Dominic Matthews, a venda não era planejada, e o convite surgiu de forma inesperada, mas ainda assim, era praticamente impossível negar que iria dividir os fãs da empresa.

Dominic Matthews disse também que mesmo com a aquisição, os estúdios continuaram com liberdade de desenvolvimento, e que a Microsoft terá controle pontual – ainda que significativo – nas decisões que envolvessem o futuro da empresa.

Se ela é boa ou ruim, a aquisição não chega a ser uma surpresa em termos econômicos, já que obviamente, ambas as partes saem ganhando. O problema é que, a questão da exclusividade sempre pesa contra os fãs, que vão ter de adquirir um ou outro console para jogar um exclusivo. Ainda em se tratando da questão da localização, é interessante notar que a Microsoft esta investindo em uma empresa japonesa, o que poderia indicar um futuro alvo nos lançamentos da empresa.

Deixe sua opinião