Publicado em

Dica da Semana: 500 Dias com Ela

E hoje é dia da nova categoria semanal: Dica da Semana, aonde apresentamos obras populares ou não que merecem ser conhecidas por vocês que nos acompanham. E vamos dar inicio […]

E hoje é dia da nova categoria semanal: Dica da Semana, aonde apresentamos obras populares ou não que merecem ser conhecidas por vocês que nos acompanham.
E vamos dar inicio as dicas com o mundo do cinema.

Bom, minha decisão de mencionar 500 Dias com Ela foi tomada quando recentemente revi o longa, que além de ter uma ótima abordagem sobre o amor, consegue se impor como um filme excelente, navegando pelo rótulo de um romance.

A história desde o início nos deixa bem claro que aquela é uma trama sobre o amor e não sobre um casal, e se propõe a contar a história de Tom Hansen (Gordon Levitt), um criador de cartões de datas festivas que sonha em retomar a sua carreira de arquiteto, e nos mostrar tudo que aprendeu sobre o amor em seu relacionamento de 500 dias com Summer Finn (Zooey Deschanel).

Um filme tendo Zooey no elenco já é certo de ser extremamente prazeroso de ser visto, ainda mais com a atriz sendo uma das protagonistas e ainda com Levitt que atualmente está na ascensão de sua careira. Marc Webb aqui é um estreante vindo de seu histórico com videoclipes e é excelente. Com sua experiência em narrativas curtas consegue dar uma dinâmica tão natural e envolvente ao filme que quando chegamos à conclusão, além do sorriso estampado no rosto você se vê saindo de um longa de 95 minutos que nos traz a sensação de 50, e eu não estou exagerando.

Destaques para a cena que mostram os dois pontos de vista de Tom, sua expectativa e a realidade, e também para as divisões que mostram o respectivo dia em que o trecho se passará. Que resume se foi positivo ou não para o protagonista de acordo com a folhagem e a posição do Sol. (GENIAL)

Além de todos os aspectos técnicos, como figurino, locações e maquiagem se saírem muito bem, o que mais chama a atenção é a trilha sonora e a fotografia do filme que conseguem nos expressar exatamente o que o protagonista está sentindo. Destaque para a cena do trem e suas cores quentes, quando Tom após reencontrar Summer, decide ter uma conversa casual.

Se você ainda não conhece essa obra vá correndo para sua locadora ou qualquer outra forma que você tenha de ter contato com filmes e assista-o urgentemente. É um filme apaixonante e com uma história realmente valiosa. E claro deixe sua opinião por aqui depois que assisti-lo, e você que já o conhece deixe sua opinião, concorda com essa dica?

Deixe sua opinião